"Guerra do narcotráfico na Avenida Brasil, a horas das Eleições"

Guerra do narcotráfico na Avenida Brasil, a horas das Eleições

Ha menos de algumas horas para acontecer as Eleições de 2014, neste dia (5) de outubro, a cidade do Rio de Janeiro novamente se torna um campo de batalha a céu aberto.

Guerra do narco trafico Rio.
Guerra do narcotráfico antes das eleições de 2014. (Foto: Twitter).

As ruas do Rio de Janeiro foram tomadas pelo pânico novamente. Na manha desta quinta-feira na cidade de Niterói, a rastros de uma guerra que voltou a cidade durante o dia e a noite foi tomada por ônibus queimados.

Nesta quinta, as ações paralelas aconteceram com um feroz tiroteio entre um grupo de narcotraficantes que paralisou a zona Sul da cidade. “As unidades destacadas são a  zona sul da cidade, onde a delegação de homicídios foram importantes para a contenção, porem que são insuficientes”.

O choque entre os policiais e os narcotraficantes no Rio deixaram pelo menos duas pessoas mortas: um homem armado que estava nas proximidades da favela da Vila do João, enquanto outro estava falecendo na troca de tiros em Vila Cruzeiro.

Guerra do narcotrafico no meio do Rio

A céu aberto acontece a guerra entre policiais do Rio de Janeiro.

Outro caso que também aconteceu em meio as balas perdidas na Avenida Brasil, uma das principais vias de acesso ao Rio de Janeiro,  uma das mais importantes avenidas da cidade que corta mais de 27 bairros sendo a maior avenida em extensão do Brasil com mais de 90 quilômetros de extensão  foi local de outro campo de batalha por causa dos tiroteios próximo as favelas. Muitos moradores se escondiam das balas perdidas e pediam por proteção ao se abaixarem em meio aos caos gerado pela troca de tiros.

 

Pessoas se escondem das balas perdidas em meio a Avenida Brasil no Rio

Pessoas se abaixam e tentar se esconder das balas perdidas na Avenida Brasil.