"A história da ex-modelo Loemy Marques viciada em crack"

A história da ex-modelo Loemy Marques viciada em crack

Conheça a historia da ex-modelo que chocou o Brasil por morar nas ruas da Cracolândia. Loemy Marques é dependente do crack e não consegue deixar o vício das drogas.

História da ex-modelo Loemy Marques viciada em crack
Loemy Marques viciada em crack e sua triste história de sonhos. (Foto: Veja).

Loemy Marques, 24 anos, 179 metros de altura, moradora das ruas da Cracolândia e viciada em crack. A ex-modelo usuária de drogas continua chocando o país com a sua triste história de vida.

Com os joelhos, pés e braços feridos pelo uso e dependência do cachimbo de crack, a jovem mora nas ruas de São Paulo há dois anos. Vinda da cidade de Lucas do Rio Verde, Mato Grosso para a capital paulista, a jovem a convite de cursos de modelo hoje se encontra em estado deplorável.

“Quando me mudei para São Paulo e descobri que existia um lugar como a Cracolândia, fiquei horrorizada com aquelas pessoas na rua”, conta Loemy. “Hoje, eu é que estou nessa situação”, relata a moça para a revista Veja.

Para custear o vício, de cinco pedras de crack por dia ela se prostitui por dinheiro.

 “Mas não faço nada sem preservativo, vim parar aqui com a consciência formada, pelo menos”, afirma. “Vejo muita menininha doente ou com filho”, relata a bela mulher.

Filha mais nova de uma dona de casa e um garimpeiro, ela foi para São Paulo com R$ 3.000.00 presenteados pela a pobre mãe, logo depois pediu mais R$ 10.000.00 para um álbum de book.

Logo após ser rejeitada por varias agencias e não passar em castings de trabalhos, começou a entrar no mundo das drogas. Primeiro maconha, logo depois cocaína até chegar ao crack.

“Eu a uso com a filosofia de ficar tranquila, de ver a vida passar sem me incomodar com a realidade”, diz ela.

Para fugir da realidade da falta de sucesso na carreira e sem disciplina, Loemy também carrega o trauma de ser abusada pelo padrasto dos quatro aos dez anos de idade.

Cerca de mais de 150.000 paulistanos já consumiram a droga, resultante em menos de dez segundos que a droga entra no cérebro é inundado de dopamina, o neurotransmissor relacionado a sensação de prazer.