"FC Porto responde a Angelino Ferreira"

FC Porto responde a Angelino Ferreira

Depois de Angelino Ferreira ter duvidado dos números progredidos por Pinto da Costa na entrevista dada ao Porto Canal, na segunda-feira, o FC Porto, que pagou mais de 40 milhões de euros em impostos no ano passado, respondeu, através de um comunicado, ao ex-administrador financeiro da SAD. Prosseguindo, o ex-adminstrador insistiu na ideia: “Este direito […]

Depois de Angelino Ferreira ter duvidado dos números progredidos por Pinto da Costa na entrevista dada ao Porto Canal, na segunda-feira, o FC Porto, que pagou mais de 40 milhões de euros em impostos no ano passado, respondeu, através de um comunicado, ao ex-administrador financeiro da SAD.

Prosseguindo, o ex-adminstrador insistiu na ideia: “Este direito dos associados é a destempo, na medida que se o único direito que o clube tem é na característica de acionista da SAD, esse direito já foi exercido antes destas votações. É uma questão de princípio. As votações da clube devem acontecer antes da SAD porque, repito, tendo em conta que o poder está fora do clube, o único poder que os sócios têm é o poder de voto na SAD. E esse exerceu-se ele já”.

O FC Porto realça ainda a necessidade do “esclarecimento”, que se impôs depois de Angelino Ferreira ter “posto em causa a veracidade” dos vocábulos do presidente dos azuis e brancos, ressalvando, no entanto, que as afirmações proferidas pelo ex-administrador “só podem ser compreendidas como uma enorme falha”.

Leia o comunicado na íntegra:

“O FC Porto pagou no ano de 2015 um total de 40.907.899,99 euros de impostos e Segurança Social. Valdemar Mendes fornecera estes números , Técnico Oficial de Contas e responsável por o Departamento de Contabilidade e Fiscalidade do FC Porto.

Resgatou o Nacional de uma goleada maior? “Não declaro que resgatei o jogo. O FC Porto jogou bem mas desejávamo conquistar pontos. Foi uma derrota pesada.”O FC Porto goleou em casa o Nacional, por 4-0, em jogo da 30.ª jornada da I Liga, retornando assim aas vitórias no campeonato após derrotas com o Tondela e o Paços de Ferreira.

Este esclarecimento, ao cêntimo, impõem-se depois de Angelino Ferreira, Futebol SAD ter posto em causa a veracidade dos números progredidos por Jorge Nuno Pinto da Costa na entrevista ao Porto Canal de segunda-feira. Futebol SAD é ex-administrador financeiro da FC Porto.

Angelino Ferreira, ex-dirigente e ex-administrador da SAD do FC Porto, considerou este domingo que as votações acontecem fora de tempo. E explicou a opinião: “Estas votações para os órgãos sociais do FC Porto, na minha perspetiva, não têm qualquer valor estratégico. Ou seja, de acordo com a filosofia do modelo de administração que impera no grupo do FC Porto, e no pressuposto de que continua a conservar-se, o poder não está no clube. O único poder que habita no clube é na característica de acionista na SAD”, iniciou por declarar aos jornalistas.