"Música on-line alcança 76% dos internautas brasileiros, declara pesquisa"

Música on-line alcança 76% dos internautas brasileiros, declara pesquisa

Foto: Wikipedia – Ícone de esboçoLeer también: Brian Johnson nega aposentadoria após ser substituído no AC/DCLeer también: Justiça dos EUA autoriza Google a conservar projeto de biblioteca digital Alavanca da recuperação do mercado fonográfico global, o consumo de música digital já alcança 76% dos brasileiros que utilizam a internet, mostra um levantamento do Conecta, braço […]

Foto: Wikipedia – Ícone de esboço

Alavanca da recuperação do mercado fonográfico global, o consumo de música digital já alcança 76% dos brasileiros que utilizam a internet, mostra um levantamento do Conecta, braço de pesquisa on-line do Ibope.

Entretanto, a IFPI alegou que há uma “fraqueza fundamental” por trás das receitas melhores porque o consumo de música gravada não está redundando em uma remuneração justa aos artistas e gravadoras.

O estudo coletou costumes de consumo de mais de 2.000 internautas em março deste ano.

Entre os que ainda não aderiram a plataformas de streaming, como YouTube, Spotify e iTunes, a maioria é homem, com idade acima de 55 anos e pertencente à classe B.

Spotify é um serviço de música comercial em streaming, podcasts e vídeo comercial que fornece conteúdo provido de restrição de gestão de direitos digitais de gravadoras e empresas de mídia, incluindo a BBC, Sony, EMI, Warner Music Group e Universal.

Um relatório da Federação Internacional da Indústria Fonográfica divulgado nesta terça-feira mostrou que a indústrimundialal de músicaumentoueu pela primeira vez em dez anos em 2015. O resultado já era esperado desde 2014, quando o mercado mostrou estagnação, revertendo uma queda nos lucros que vinha desde 2005.

É ainda a primeira vez que as receitas digitais superam as vendas físicas mundialmente.

A IFPI alegou que as receitas digitais subiram 10,2 por cento no ano passado, para 6,7 bilhões de dólares, o que auxiliou a diminuir o declínio em vendas de CDs e outros formatos físicos.

Os resultados positivos, porém, estão longe de pôr fim a uma briga que envolve os players de música on-line, gravadoras e artistas.

Alguns dos nomes mais poderosos do pop —estão na lista Adele e Taylor Swift— reclamam que companhias como Spotify e Deezer rendem pouco em direitos autorais e não divulgam com transparência quais são as normas de remuneração.

Em o Brasil , a Associação Procure Saber encampa o debate , de Gilberto Gil e Chico Buarque e outros, e o GAP .

Companhias que oferecem bancos de músicas pela internet, a soma da receita de anúncio e assinaturas pagas ainda é insuficiente para bancar o negócio.

OS MAIS escutados

Serviços mais utilizados – Maior parte dos internautas escuta música no Google Play

Empresas como Google e Apple não divulgam o número de usuários de seus players de música em cada país. Na pesquisa, a Conecta ergueu quais são as plataformas mais utilizadas pelos internautas brasileiros.

Google Play Music lidera: 32% dos entrevistados declararam utilizar o serviço. Em seguida, aparecem Spotify e iTunes, da Apple .

De 2014 a 2015, as assinaturas de streaming em serviços como Spotify, Rdio e Deezer ampliaram de 41 milhões para 68 milhões, segundo a IFPI. A instituição estima que as receitas do setor ampliaram em 45% no mundo e em 192% no Brasil.

Permitia ouvi músicas pesquisando por artista, álbum ou listas de reprodução instituídas pelos usuários.

Enquanto as vendas digitais, que incluem streaming, downloads e telefonia móvel aumentaram 45, as vendas de CDs e DVDs no Brasil reduziram em 19,3% no ano passado %.

INDÚSTRIA FONOGRÁFICA EM 2015 – Dados refletem queda da venda de CDs e crescimento do streaming

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Música on-line alcança 76% dos internautas brasileiros, declara pesquisa
>>>>>Alta em receita com streaming ajuda a resgatar indústria da música – April 12, 2016

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1IFPI00ORGANIZATION4 (tacit) ele/ela (referent: a ifpi): 1, a IFPI: 2, a ifpi: 1
2receitas1000NONE3 as receitas digitais: 2, as receitas melhores: 1
3Rdio00PERSON3 (tacit) ele/ela (referent: Rdio): 3
4ano00NONE3 este ano: 1, o ano passado: 2
5o Brasil00PLACE3 o Brasil: 3
6vendas00NONE3 as vendas digitais: 2, as vendas físicas: 1
7gap080ORGANIZATION2 o gap: 1, (tacit) ele/ela (referent: o gap): 1
8o resultado já era esperado desde 2014 uma queda em os lucros00NONE2 O resultado já era esperado desde 2014 uma queda em os lucros: 2
9Spotify00ORGANIZATION2 Spotify: 2
10Spotify e iTunes00ORGANIZATION2 Spotify e iTunes: 2