"História real do serial killer de As Noivas de Copacabana"

História real do serial killer de As Noivas de Copacabana

Heraldo Barroso Madureira, um ex-mecânico e serial killer que assassinava mulheres vestidas de noivas na vida real lembra a Donato Menezes, da série As Noivas de Copacabana.

Historia real do homem que matava noivas.
Serial killer dos anos 80 recortava anúncios de classificados de noiva e assassinava as futuras esposas. (Foto: Twitter).

Conheça a história real de Heraldo Barroso Madureira, um ex-mecânico e serial killer que recortava anúncios de classificados, assaltava e assassinava as mulheres vestidas de noivas como na história de ficção da Rede Globo, As Noivas de Copacabana.

Aos 37 anos, o homem foi surpreendido na casa de Marlene Conceição Pinto, de 33 anos, moradora da cidade de São Gonçalo, quando se preparava para fazer mais uma vítima.

No interior dos pertences pessoais de Heraldo, foi encontrado diversos recortes de jornais de anúncios de vestido de noiva e objetos femininos.

Conhecido como “o homem do vestido de noiva”, ficou conhecido pela policia nos anos 1983, por assalto, extorsão e lesões corporais.

Madureira se apresentava para as mulheres como “Robson”, que se dizia se interessar por comprar vestido de noiva para a cunhada ou para a irmã para atrair as vitimas.

O mais arrepiante da história é que segundo ele, assassinar as mulheres com vestido de noiva o fazia se sentir vivo e vingado. Heraldo que era separado da esposa há muotos anos, o traia com um amante que pedia para que ela usasse o vestido de noiva durante os encontros que mantinha em segredo o que levou o esposo traído a loucura.

Heraldo Barroso Madureira, um ex-mecânico e serial killer que assassinava mulheres vestidas de noivas.

 

Historia real do serial killer “o homem do vestido de noiva”.