"Desconfiança inquisidora rebaixa ganhos de ‘Os Dez Mandamentos’"

Desconfiança inquisidora rebaixa ganhos de ‘Os Dez Mandamentos’

Em um sábado de fevereiro, a aposentada Carmen dos Santos, 82, saiu de sua casa em Guarulhos para ir ao cinema pela primeira vez na vida. O filme selecionado: “Os Dez Mandamentos”. “Jamais tinha entrado numa sala de cinema. Fiquei impressionada e emocionada”, declarou. Parte significativa do público de “Os Dez Mandamentos” não tem o […]

Em um sábado de fevereiro, a aposentada Carmen dos Santos, 82, saiu de sua casa em Guarulhos para ir ao cinema pela primeira vez na vida. O filme selecionado: “Os Dez Mandamentos”. “Jamais tinha entrado numa sala de cinema. Fiquei impressionada e emocionada”, declarou.

Parte significativa do público de “Os Dez Mandamentos” não tem o costume de frequentar o cinema. Está aí um dos ganhos inegáveis dessa produção. Marcio Fraccaroli distribuidora do longa comenta: “Eu nem sabia que ainda existiam tantas pessoas com esse perfil no país”. Marcio Fraccaroli é diretor da Paris Filmes.

A reprodução do império egípcio, as cenas admiráveis das pragas e a abertura do oceano Vermelho, produzidas nos melhores estúdios estadunidense, foram ignoradas pela reportagem “Não Mentirás”, publicada na última segunda no caderno “Ilustrada” desta Folha.

Desdenharam-se eles também o trabalho de atores consagrados – como paulo gorgulho, denise del vecchio e zé carlos machado.

Cada ponto do Ibope equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo.

O público que foi ver Moisés na telona sabia da novela da Record que originou o longa. êxito na TV aberta, o folhetim impôs uma derrota marcante para a TV Globo, que em vez de violência, o público preferiu a libertação, no horário nobre.

Seria um erro infantil não relacionar a audiência da novela com o resultado do filme. A primeira temporada iniciou com 16 pontos. Cinco meses depois chegou à liderança, com 32 pontos de média. O Brasil parou para ver a abertura do oceano Vermelho.

A segunda temporada de Os Dez Mandamentos continua sendo um estrondoso êxito, entre os telespectadores. Na noite da última terça-feira , por exemplo, o prosseguimento do já famosa trama bíblica da Record marcou uma média de 15 pontos.

Hoje, a novela é líder de audiência em Angola, Argentina, Portugal e Chile. E segue fazendo êxito aqui no país. A fórmula é simples: uma história da Bíblia no formato mais apreciado pelo público. Num país de 45 milhões de evangélicos, segundo o IBGE, como uma narrativa religiosa não teria tanta força?

O argumento para diminuir o êxito do filme, a profissão parcial das salas de cinema, é ingênuo. Nem todos que tinham ingresso foram ver o longa. Mas quantos dos 11 milhões de espectadores estavam com o bilhete e não puderam ir? Por que chamar o fenômeno de “mentiroso”?

A própria reportagem declara que a taxa de profissão foi de 70%. E que a venda antecipada de bilhetes já aconteceu em outros filmes religiosos, justamente porque há participação de fãs engajados.

PRECONCEITO

Aconteceram sessões coordenadas para grupos de escolas, asilos e orfanatos financiadas por voluntários. Qual o mal? Isso se chama filantropia. Apresentou-se o filme para indígenas, policiais, bombeiros, detentos, comunidades carentes e freiras de a Igreja Católica. O profeta herói apareceu na telona da Hebraica, o principal clube judaico do Brasil. E a sala estava cheia. Eu estava lá.

As imagens de salas lotadas estão por todos os lados nas redes e nas reportagens de TV. Em 11 semanas, foram 111 mil sessões em mil salas de 350 cidades. Vendeu-se o filme aliás, já para 16 países, outra prova de o seu potencial.

E mais: se as salas estivessem vazias, o exibidor não o conservaria em cartaz , reduzindo receita com a venda de pipoca, refrigerante e doce, que corresponde a 60% do faturamento. Por que subestimar um produto de êxito que tantos milhões de brasileiros contemplam?

O preconceito impõe às religiões evangélicas um rótulo de “fé menor”, fazendo com que ose rebaixem os ganhos para o cinema em função da desconfiança inquisidora.O país da Animosidade, das crises política e econômica, tem relação com a escolha dos espectadores pela esperança no futuro. O filme “Os Dez Mandamentos” tem bastante a ensinar para o Brasil.

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Portugal, Chile, Brazil, Argentina, Angola

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Desconfiança inquisidora rebaixa ganhos de ‘Os Dez Mandamentos’
>>>>>Novela Os Dez Mandamentos mantém vice-liderança isolada –

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1eu12017NONE9 (tacit) eu: 7, Eu: 2
2sucesso1600NONE4 sucesso: 2, um estrondoso sucesso: 1, Sucesso: 1
3Mandamentos00PERSON3 Dez Mandamentos: 1, Os Dez Mandamentos: 2
4filme00NONE3 O filme: 2, o filme: 1
5país00NONE3 o país: 2, um país de 45_milhões: 1
6público00NONE3 o público: 1, O público: 2
7ganhos500NONE2 os ganhos inegáveis: 1, os ganhos: 1
8sessões400NONE2 111_mil sessões: 1, sessões organizadas: 1
9TV Globo00ORGANIZATION2 a TV_Globo: 2
10reportagem00NONE2 A própria reportagem: 1, a reportagem: 1