"Wagner Moura pegou o script errado"

Wagner Moura pegou o script errado

Foto: Wikipedia – Legi%C3%A3o Urbana com Wagner MouraLeer también: Neuer renova contrato e pode completar uma década de BayernLeer también: Cunha defende resolução que o assistência e critica presidente do Conselho de Ética O ator Wagner Moura, que ganhou merecida celebridade ao interpretar Capitão Nascimento escreveu nesta Folha que está chocado com a corrupção no […]

Foto: Wikipedia – Legi%C3%A3o Urbana com Wagner Moura

O ator Wagner Moura, que ganhou merecida celebridade ao interpretar Capitão Nascimento escreveu nesta Folha que está chocado com a corrupção no governo do PT, que ela precisa ser investigada O ator Wagner Moura, que ganhou merecida celebridade ao interpretar Capitão Nascimento é o caçador de corruptos. que ela precisa ser investigada, mas que o inquérito que a descobriu não serve para isso, apesar de ter feito justamente isso.

Wagner Moura externou um nível de consciência política que não faz parte do senso habitual contido no discurso passional daqueles que desejam trocar indiretamente, e não pelo voto, a presidente. O momento é amargo, mas isso não justifica a ruptura da legalidade, principalmente pelos atores do Judiciário, que têm que orientar seu comportamento a partir das garantias constitucionais que a todos pertencem. Do oposto, vai ser inquisição, e não jurisdição.

Wagner Maniçoba de Moura, mais conhecido como Wagner Moura é um diretor, músico e premiado ator brasileiro, considerado pela crítica um dos protagonistas do atual cinema brasileiro.

Não seria preciso escutar as denúncias contra o governo e o PT para incriminá-los, se fosse possívelumamdiscussãoe razoável no país. Sua defesa bastaria.

O PT deveria, antes de tudo, pedir desculpas ao país e, mais ainda, aos seus eleitores pelo que já foi confessado e comprovado na Operação Lava Jato e por ter levado o país a perder mais uma década.

Mas faz o oposto. Transforma o palácio em bunker de uma minoria radicalizada e de lá tenta obstruir a Justiça e ainda ataca 7 de cada 10 brasileiros que defendem o impeachment e 8 de cada dez brasileiros que condenam sua forma de governar. Para Dilma e coro, são todos golpistas, fascistas, que desejam o mal dos pobres e do país. São argumentos inverídicos, intelectualmente desonestos e de agressividade suicida.

Acho que Wagner Moura não sabe a significação correto de legalidade. Impeachment é, sim, uma ação que está em conformidade com a lei vigente. Portanto intelectualmente desonesto é apelidar de golpe a utilização de uma equipamento constitucional para tirar da função de presidente um político que, mesmo eleito democraticamente, não compreendeu que sua posição não é ditatorial e, portanto, não está autorizado a fazer o que bem compreende , como tentar obstruir a Justiça brasileira para proteger aliados.

Leia o que Marilena Chauí declarou nesta semana em pequeno ação pró-governo na USP: “Por que Moro tem tanto poder Marilena Chauí é a filósofa-musa do lulopetismo.Por que Moro tem tanto poder? Porque serve a dois objetivos: entregar o pré-sal para empresas norte-americanas de petróleo e enfraquecer o Mercosul”.

Sim, ela declarou isso.

Essas alusões ao imperialismo estadunidense, à luta de classes, ao Golpe de 1964 e tantas outras mostram o quão falso, cínico, datado e descolado da realidade está o discurso da esquerda brasileira, cega pela ideologia e pelas benesses do Estado companheiro.

O novo vem de Curitiba e das ruas. As marchas contra o governo são a evolução natural das marchas de junho de 2013, primeiro grito da revolução para libertar o país da eterna ditadura da corrupção sustentada por praticamente todos os partidos políticos.

O governo, seus aparelhos e alguns artistas como Caetano Veloso reagem como se estivéssemos em 1964 porque são reacionários, presos a visões de mundo de séculos passados.

As manifestações contra o governo não são a favor da oposição. Seus políticos foram rechaçados. São a favor de uma política mais limpa e de um Estado mais efetivo. O governo do PT hoje é o emblema do Antigo Regime brasileiro, corrupto e ineficiente, fisiologista até a medula. opositor do desenvolvimento. Quem o apoia apoia isso.

Quando renunciou das fantasias históricas da esquerda, lula fez um bem enorme ao país e conduziu pela direita. Foi mais importante pelo que não fez do que pelo fez. Abraçou o capitalismo e a partir daí ricos e pobres enriqueceram juntos. Foi essa a mágica.

Ao contrário do que escreveu Wagner Moura ingenuamente, não foi o governo que “tirou milhões de brasileiros da indigência e deu chances jamais antes vistas para os pobres do país”. Quem fez isso foram as companhias, os empresários e os trabalhadores brasileiros, que, diante da estabilidade econômica capitalista consolidada por Lula, investiram, prosperaram e geraram milhões de empregos e bilhões em impostos depois distribuídos aos mais necessitados.

O Brasil parecia ter encontrado o percurso com democracia e capitalismo até Dilma, a demolidora, decidir mudar de curso e intervir pesadamente na economia. Desejando tornar o Estado o indutor do crescimento, induziu o país à maior recessão da história e a mais uma década perdida, cujos maiores perdedores, como sempre, são os pobres e desprotegidos.

É por isso que a popularidade de Dilma está tão baixa e a rejeição a Lula, tão alta. Como mostram as pesquisas, quem determina essa oposição maciça ao governo e o suporte maciço ao impeachment é a base da pirâmide social brasileira, alinhada com o topo. O povo não é idiota. Sabe quem levou o país para o buraco e sabe que com eles afundaremos ainda mais, por mais fundo que estejamos.

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Curitiba

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Wagner Moura pegou o script errado
>>>>>Leitores comentam artigo de Wagner Moura sobre impeachment – March 31, 2016

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1eu9037NONE10 (tacit) eu: 10
2Lula00PERSON9 Lula: 3, (tacit) ele/ela (referent: Lula): 6
3Impeachment00PERSON7 (tacit) ele/ela (referent: Impeachment): 4, ela (referent: Impeachment): 1, Impeachment: 1, o (referent: Impeachment): 1
4país0140NONE5 o país: 5
5Wagner Moura00PERSON5 Wagner_Moura: 3, O ator Wagner_Moura (apposition: o caçador de corruptos): 2
6esta Folha0270PLACE3 esta Folha: 2, a (referent: esta Folha): 1
7nós050NONE3 (tacit) nós: 3
8o país1080NONE3 (tacit) ele/ela (referent: o país): 1, (tacit) ele/ela (referent: o desenvolvimento): 1, o: 1
9pt800ORGANIZATION3 (tacit) ele/ela (referent: o pt): 1, o PT: 1, o pt: 1
10golpistas0160NONE2 todos golpistas fascistas: 2