"Renan arquiva pedido de impeachment de ministro do STF"

Renan arquiva pedido de impeachment de ministro do STF

Foto: Wikipedia – O presidente do Botafogo%2C Maur%C3%ADcio Assump%C3%A7%C3%A3o%2C Renan Calheiros%2C e o senador Jorge VianaLeer también: Cunha defende resolução que o assistência e critica presidente do Conselho de ÉticaLeer también: Brasil: Dilma Rousseff sente-se “injustiçada” pelo impeachment Renan Calheiros arquivou nesta quarta-feira o pedido de impeachment do ministro do STF Marco Aurélio Mello protocolado […]

Foto: Wikipedia – O presidente do Botafogo%2C Maur%C3%ADcio Assump%C3%A7%C3%A3o%2C Renan Calheiros%2C e o senador Jorge Viana

Renan Calheiros arquivou nesta quarta-feira o pedido de impeachment do ministro do STF Marco Aurélio Mello protocolado pelo Movimento Brasil Livre, que defende a saída da presidente Dilma Rousseff. Renan Calheiros é o presidente do Senado.f.

José Renan Vasconcelos Calheiros é um político brasileiro, atual presidente do Senado Federal do Brasil.

O peemedebista transmitiu sua resolução ao plenário nesta noite e, durante sua fala, teceu críticas veladas à dresoluçãodoamministraque determinou à Câmara dos Deputados dar seguimento ao pedido de impeachment do vice-presidente Michel Temer.

O advogado declara na peça mandada ao STF que Cunha não poderia ter feito sozinho o julgamento do caso e que teria dever de instaurar uma delegação para que esse colegiado decidisse se o pedido de impeachment de Temer tem ou não fundamento.O advogado acredita que a melhor solução seria o Tribunal Superior Eleitoral afastar Dilma e Temer concomitantemente, apesar de ter exibido o pedido de impeachment contra Temer no Congresso. No momento, essa corte analisa um ato movido pelo PSDB que pede a cassação da chapa ganhadora nas votações de 2014 sob o argumento de que houve abuso de poder econômico, por exemplo com utilização de recursos pretensamente desviados da Petrobras para bancar a campanha eleitoral.Na prática, nenhum: os deputados vão dar seu aval ao começo ou não de um processo contra a presidente, mas caso a maioria simples do Senado, no mínimo 41 senadores, também pense assim, ele só vai ser de fato instaurado.

“Não podemos ser levianos com a democracia, não podemos subestimar ou menosprezar o protagonismo do separação dos Poderes da República. É hora mais do que jamais de o Poder Legislativo ser Poder Legislativo, o Poder Judiciário atuar como Poder Judiciário e o Poder Executivo se portar como Executivo. Cada um exercendo e se limitando a sua competência. A interferência de um poder no outro é o maior desserviço que se pode fazer à República”, ddeclarou

Apesar das críticas, Renan alegou que o ministro não cometeu crime de responsabilidade, como afirmado pelo MBL.

César Marco Aurélio Antonino Augusto, conhecido como Marco Aurélio, foi imperador romano desde 161 até sua morte.

Para o grupo, Marco Aurélio passou por cima da separação dos três Poderes da República ao intervir em uma ação da presidenta da Câmara, Eduardo Cunha , que havia arquivado o processo contra Temer.

Caso o processo contra Temer tenha uma análise diferente da feita em relação a Dilma, na avaliação dele vai fortalecer o discurso de que o impeachment é um golpe. Declarou: “Não dá para fazer dois pesos e duas medidas”.

E diss: “Rejeito a acusação por ausência de justa causa quanto ao cometimento de crime de responsabilidade calculado no artigo 40 da lei 1.079 de 1950, uma vez que se praticaram as ações descritas em a acusação em o exercício de a jurisdição e de aproficiênciaa atribuída a ministro de o Supremo Tribunal Federal..

O presidente do SeRubens Nunes, que foi quem protocolou o pedido não anexou na acusação todos os seus documentos pessoais exigidos. Rubens Nunes, que foi quem protocolou o pedido é o representante do MBL. Rubens Nunes, que foi quem protocolou o pedido é o representante do MBL.

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Renan arquiva pedido de impeachment de ministro do STF
>>>>>Para Planalto, decisão de Mello facilita acordo para barrar impeachment –
>>>>>Temer e Dilma cometeram o mesmo crime, diz autor de pedido de impeachment do vice –
>>>>>Relator apresenta parecer sobre impeachment: Entenda o que está em jogo –

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1Dilma Rousseff00PERSON5 Dilma: 1, Dilma_Rousseff: 1, (tacit) ele/ela (referent: Dilma): 3
2José Renan Vasconcelos Calheiros00PERSON5 (tacit) ele/ela (referent: José_Renan_Vasconcelos_Calheiros): 2, José_Renan_Vasconcelos_Calheiros: 1, Renan_Calheiros (apposition: O presidente de o Senado): 1, Renan: 1
3Michel Temer00PERSON3 Temer: 3
4Rubens Nunes00PERSON3 Rubens_Nunes (apposition: o representante de o MBL): 3
5denúncia00NONE3 a denúncia: 3
6eu00NONE3 (tacit) eu: 3
7processo00NONE3 o processo: 2, um processo: 1
8nós1150NONE2 (tacit) nós: 2
9ministro250NONE2 o ministro: 2
10Eduardo Cunha00PERSON2 Eduardo_Cunha: 1, Cunha: 1