"‘Não tenho ressentimento, mas pena dele’, declara juíza feita refém em fórum de SP"

‘Não tenho ressentimento, mas pena dele’, declara juíza feita refém em fórum de SP

Um isqueiro ligado e pronto. A história da juíza Tatiana Moreira Lima, 37, seria trágica: o fogo beberia conta de seu corpo, o que acarretaria muitas sequelas físicas e pouca possibilidade de sobrevivência. Uma das culpadas pela Vara de Violência Doméstica, do Fórum Regional do Butantã, na zona oeste da capital paulista, a juíza teve […]

Um isqueiro ligado e pronto. A história da juíza Tatiana Moreira Lima, 37, seria trágica: o fogo beberia conta de seu corpo, o que acarretaria muitas sequelas físicas e pouca possibilidade de sobrevivência.

Uma das culpadas pela Vara de Violência Doméstica, do Fórum Regional do Butantã, na zona oeste da capital paulista, a juíza teve seu corpo banhado por gasolina e diesel e foi feita refém em sua própria salinha por um suspeito que tem um processo analisado por ela.

“Não deixarei que um maluco impeça que eu faça o meu trabalho, que eu exerça a minha função. Um trabalho que eu amo tanto, a que eu me dedico bastante, essa causa da violência doméstica. Então, uma pessoa só não pode apagar um trabalho que beneficia uma série de pessoas”, declarou ela em uma mensagem de voz distribuída por aplicativo de celular.O ato toda ocorreu em menos de 20 minutos. Eu estava no carro da PM em direção ao metrô Butantã, prestes a assumir o serviço. Tomo conta do policiamento na região da USP . Aí, um popular [transeunte] me abordou declarando que tinha escutado tiro no fórum [Regional do Butantã], a uns cem metros. Parei no local e pedi suporte, porque não sabia o que estava ocorrendo.

Salva por um tenente da Polícia Militar em um tenso processo de negociação, a juíza resolveu neste domingo recontar o que viveu naquele 30 de abril, última quarta-feira.

Em entrevista ao “Fantástico”, da Rede Globo, ela declarou não ter ressentimento de seu assaltante. “Não tenho ira, mas pena. Eu fui vítima de violência da mesma maneira que as mulheres que me procuram são.”

Vídeo gravado por policiais mostra a juíza como refém

Vídeo gravado por policiais mostra a juíza como refém

Segundo os inquéritos do polícia, o suspeito Alfredo José dos Santos, 36, invadiu as dependências do fórum pela saída -o que o impediu de ser revistado.

Alfredo Luís Campos foi um professor, escritor e jornalista açoriano de prestígio, que escreveu diversas obras para o teatro e volumosa cooperação em vários jornais, alguns do quais auxiliou a fundar.

Ele portava uma bolsa com explosivos e produtos inflamáveis. No caminho até a sala de Tatiana, ele derramou líquido inflamável e ateou fogo no edifício. Um segurança do fórum chegou a atirar contra ele, mas o tiro não acertou.

Subiu as escadas ateando fogo no edifício. Um segurança atirou em sua direção, mas acertou a parede. Quando ele entrou na sala da juíza, foi. Segundo a polícia, Santos jogou gasolina nele e na vítima. Obrigou ela a gravar um vídeo declarando que ele era inocente e a jogou ao chão, ameaçando acender um isqueiro.

Já na sala da magistrada, Alfredo imobilizou a vítima pelo pescoço, jogou produtos inflamáveis sobre si e no corpo de Tatiana e a forçou a dizer que ele era inocente. A todo o momento, ele ameaçava acionar um isqueiro com intenção de queimar a juíza.

“Ele me segurava forte e me esfregava naquilo [líquido inflamável]. E ele declarava sempre: eu vim para matar ou para falecer”, declarou a juíza em entrevista.

Pelas imagens, é possível ver que o chão no entorno da juíza está grande quantidade de líquido que, segundo a polícia, era inflamável.

RETALIAÇÃO

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito, que fez curso técnico de química, utilizava um capacete militar com a matricula “inocente”. Sua roupa tinha declarare como “fraude processual” escritos à mão.

Santos estava no fórum para participar de uma audiência que analisaria uma agressão que ele teria cometido contra a mulher dele, em 2013.

“Ele me confundiu com outra juíza. Ele estava ali para passar por uma audiência do processo e não para perder a guarda do filho”, realçou a juíza. Santos também disputa na Justiça a guarda do filho, de seis anos.

Tatiana realçou que as marcas da humilhação que viveu ficaram somente em seu corpo e que não parará de trabalhar.

“Fiquei fragilizada no dia, mas isso só me deu mais força para continuar. Volto fortalecida”, alegou ela.

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo é um órgão do Poder Judiciário de São Paulo, com sede na capital e jurisdição em todo o território estadual.

Sobre a segurança do fórum, ela não soube precisar se houve equívocos. O Tribunal de Justiça de São Paulo informou, por meio de nota, que investigará as circunstâncias da invasão e vai reforçar a segurança do edifício.

A juíza é casada, tem dois filhos e atua na função há nove anos.

Funcionário de uma confeitaria, Santos tem passagens pela polícia por crimes de menor potencial ofensivo.

Preso, ele vai responder na Justiça pelos crimes de tentativa de homicídio, explosão e resistência à prisão. Somados, os crimes podem levar a uma pena de até 20 anos de reclusão.

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’Não tenho ressentimento, mas pena dele’, declara juíza feita refém em fórum de SP
>>>>>Homem que invadiu fórum fez vídeo forçando juíza a declará-lo inocente – March 31, 2016
>>>>>Juíza atacada em fórum diz que não abandonará trabalho; ouça mensagem – April 01, 2016
>>>>>Policial usou cobertor salvar juíza de agressor em fórum de SP – April 02, 2016

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1eu65209NONE25 (tacit) eu: 13, eu: 5, Eu: 2, me: 5
2a magistrada00NONE13 (tacit) ele/ela (referent: conta de seu corpo): 1, (tacit) ele/ela (referent: A magistrada): 2, ela (referent: a magistrada): 1, (tacit) ele/ela (referent: toda): 1, ela: 1, ela (referent: ele/ela): 1, ela (referent: uma pessoa): 1, (tacit) ele/ela (referent: a magistrada): 1, ela (referent: refém): 1, (tacit) ele/ela (referent: a parede): 1, (tacit) ele/ela: 2
3Santos040PERSON8 Ele (referent: Santos): 2, Santos: 4, ele (referent: Santos): 2
4Alfredo Luís Campos080PERSON5 Ele (referent: Alfredo_Luís_Campos): 1, ele (referent: Alfredo_Luís_Campos): 1, (tacit) ele/ela (referent: Alfredo_Luís_Campos): 2, Alfredo_Luís_Campos: 1
5magistrada1250NONE5 outra magistrada: 1, a magistrada: 3, A magistrada: 1
6juíza00NONE5 a juíza: 5
7suspeito160320NONE4 um suspeito: 2, o suspeito: 2
8um trabalho essa causa de a violência doméstica270240NONE3 Um trabalho essa causa de a violência doméstica: 3
9trabalho1000NONE3 um trabalho: 2, meu trabalho: 1
10corpo00NONE3 seu corpo banhado: 1, seu corpo: 2