"Não assinalaram arma, mas ele entrou na frente, declara amiga de jovem baleado"

Não assinalaram arma, mas ele entrou na frente, declara amiga de jovem baleado

O aluna Leonardo Caíque Cassiano Almeida, 15, faleceu após ser baleado no peito em uma tentativa de assalto na região de São Mateus, zona leste de São Paulo, na noite de terça-feira . Quando criminosos abordaram seu grupo em duas motos em a rua Forte de Cananéia, o adolescente e amigos voltavam da escola a […]

O aluna Leonardo Caíque Cassiano Almeida, 15, faleceu após ser baleado no peito em uma tentativa de assalto na região de São Mateus, zona leste de São Paulo, na noite de terça-feira .

Quando criminosos abordaram seu grupo em duas motos em a rua Forte de Cananéia, o adolescente e amigos voltavam da escola a pé , por volta das 23h.

Segundo sua mãe, a encarregada de limpeza Patrícia de Cássia Cassiano, 33, comumente o garoto voltava de carona com uma amiga, mas ela faltou à escola na noite desta terça-feira.

Da escola à casa no Parque Colonial, o jovem gastaria cerca de 15 minutos candando Durante o trajeto, criminosos abordaram os alunos.

“Normalmente, a gente sai mais cedo da escola”, relatou M.F., de 14 anos, a amiga que Leonardo tentou proteger. “Ontem [terça], a professora nos pediu um trabalho e ficamos até as 23h. Indo para casa, duas motos encostaram. Não chegaram a assinalar para mim, mas ele entrou na frente e atiraram.”

Os amigos do aluno declararam à família que um dos lassaltantesaassinaloua arma para uma amiga de Leonardo. Na tentativa de defendê-la, ele entrou na frente ese baleou ele em o peito.. Após ferirem o jovem, os assaltantes escaparam sem levar nada.

O disparo atingiu o peito de Leonardo. Ele chegou a ser levado ao pronto-socorro do Hospital Estadual de Sapopemba, onde passou por cirurgia, mas não resistiu.

M.F declarou: “Tenho certeza que ele não brigou com ninguém”. Ela disse também que Leonardo não tinha opositores e se dava bem com “todo mundo”.

Abalada com a morte, a mãe declarou que o filho era “bastante bom”. Firmou.: “Ele estudava pelo segundo ano à noite porque qdesejavatrabalhar como aprendiz e fazer faculdade de enfermagem”,.

Segundo a mãe do aluno, dois professores do aluno escutaram o tiro e correram até o local para prestar ajudinha. ” Meu filho era bastante bom, não estava envolvido com coisa errada”, falou a mãe.

Leonardo cursava o primeiro ano do ensino médio em uma escola na mesma rua onde se baleou ele. Na delegacia, seu pai conversou com outro jovem que estava inscrevendo um boletim de ocorrência após ser roubado por homens em uma moto na mesma região.

Chorando bastante, a mãe pediu justiça. “Mataram meu filho, essas ladrinhas devem ser presos.”

Ninguém havia sido preso pelo crime até a finalização desta texto.

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Sao Paulo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Não assinalaram arma, mas ele entrou na frente, declara amiga de jovem baleado
>>>>>Estudante é morto em tentativa de roubo na zona leste de São Paulo – April 06, 2016

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1o filho era020NONE8 Ele (referent: O disparo): 1, (tacit) ele/ela (referent: O disparo): 1, ele: 3, (tacit) ele (referent: ele): 1, Ele (referent: o filho era): 1, (tacit) ele/ela (referent: o filho era): 1
2mãe8070NONE5 a mãe: 4, sua mãe: 1
3Leonardo Caíque Cassiano Almeida070PERSON5 (tacit) ele (referent: Leonardo): 1, Leonardo: 3, O estudante Leonardo_Caíque_Cassiano_Almeida: 1
4escola00NONE5 a escola: 4, uma escola: 1
5eu750NONE4 (tacit) eu: 3, mim: 1
6M.F.00PERSON4 (tacit) ele/ela (referent: M.F.): 1, M.F.: 2, Ela (referent: M.F.): 1
7jovem00NONE4 outro jovem: 2, o jovem: 2
8bandidos0246NONE3 os ladrões: 2, esses bandidos: 1
9filho8090NONE3 meu filho: 1, Meu filho era muito bom: 1, o filho era: 1
10amiga2400NONE3 uma amiga: 1, a amiga: 2