"Mortes: Apaixonado, colecionou músicas, filmes e amigos"

Mortes: Apaixonado, colecionou músicas, filmes e amigos

Foto: Wikipedia – SonyheadquartersLeer también: Mortes: Um jornalista que gostava de recitar poesiaLeer también: Ana Paula Renault chama atenção por visual em trabalho Construída em 1919, a casa de Christiano Câmara, na região central de Fortaleza , não tinha espaço livre. Ao redor da cama, geladeira e cadeira de balanço, estavam paredes e estantes abarrotadas […]

Foto: Wikipedia – Sonyheadquarters

Construída em 1919, a casa de Christiano Câmara, na região central de Fortaleza , não tinha espaço livre. Ao redor da cama, geladeira e cadeira de balanço, estavam paredes e estantes abarrotadas de discos, fitas, DVDs e fotografias.

Dvd é um formato digital para arquivar ou guardar dados, som e voz, tendo uma maior capacidade de armazenamento que o cd, devido a uma tecnologia óptica superior, além de padrões melhorados de compressão de dados, sendo criado no ano de 1995.

Nascido e instituído na capital cearense, ele viveu sempre na mesma casa. Antes na empresa das mãezinhas e irmãos, depois, com a mulher e as filhas. Brincava declarando que dormia na mesma cama em que nasceu. O adorno, no entanto, era totalmente sua.

Iniciou como um “mero ajuntador”, sem muito critério. Mas com o tempo, passou a focar no valor histórico das objetos. Apesar de não ter suporte governamental, recebia visitantes diariamente, atualmente, já tinha um verdadeiro museu em casa, que.

“A partir das 14h, era só chegar que ele deixava entrar. Ficava bastante contente em receber as pessoas”, conta Fernanda, que fez um trabalho sobre

Christiano e concluiu se tornando uma “neta postiça”.

Mesmo não tendo ido à faculdade, ele cmencionavacorretamente detalhes históricos e datas. Era apaixonado por leitura, não importando o assunto. Aposentado como bancário, ficava até tarde lendo, escutando música, vendo filmes. Gostava depois de conversar sobre os assuntos dos leituras.

Falava de educação mesmo em casa. Questionava, criticava. Mas também gostava de relaxar, lendo, escutando música e, principalmente, na empresa das netas. Sempre presente, virou avô de amiguinhos e primos das garotas -um avô coletivo.”Era uma tia que não se assustava com a vida. Cuidou, amou e brigou por tudo aquilo que acreditava”, sintetiza a sobrinha Luíza.

Pelas manhãs, costumava deixar bilhetes românticos para Douvina na porta da geladeira. Douvina é a mulher. Vizinhos da adolescência, os dois ficaram juntos por mais de 50 anos.

As manias e coleções dele não a aborreciam. “Se é o que ele gosta…”, declarava ela.

Faleceu dia 22, aos 80, após uma parada cardiorrespiratória. Deixa a mulher, duas filhas, cinco netos e amigos.

Pilar.obituario@grupofolha.com.br

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de mortes

Veja os anúncios de missas

Veja os anúncios de missas

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil

Cities: Fortaleza

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Mortes: Apaixonado, colecionou músicas, filmes e amigos
>>>>>Mortes: Distribuía sorrisos, conselhos e bolo de fubá – March 19, 2016
>>>>>>>>>Mortes: Exigente, lembrava uma ‘mamma italiana’ –
>>>>>>>>>Mortes: Dedicado, faltou apenas uma vez ao trabalho – March 16, 2016
>>>>>>>>>Mortes: Engenheiro apaixonado, fez usina e base aérea – March 17, 2016
>>>>>Mortes: Um professor divertido que virou avô coletivo – March 22, 2016
>>>>>>>>>Mortes: As duas grandes paixões da vida de tia Janet –
>>>>>Mortes: Uma tia dedicada que buscava beleza nas coisas – March 23, 2016

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1eu8040NONE6 (tacit) eu: 6
2cama00NONE3 cama: 2, a cama: 1
3casa00NONE3 casa: 3
4os anúncios de mortes0140NONE2 os anúncios de mortes: 2
5dvd900OTHER2 dvd: 1, ele (referent: dvd): 1
6tia500NONE2 uma tia: 2
7Fernanda00PERSON2 Fernanda: 2
8aquilo00NONE2 aquilo: 2
9mesma00NONE2 a mesma: 2
10música00NONE2 música: 2