"Manifestantes pedem a demissão de David Cameron"

Manifestantes pedem a demissão de David Cameron

O primeiro-ministro britânico alvo de críticas e manifestações depois do eclosão do escândalo internacional “Panamá Papers”. Este sábado centenas de pessoas concentraram-se na Downing Street para exigirem a sua demissão.Leer también: Reino Unido: Corbyn e Cameron juntos pelo SIM à UELeer también: Cameron sugere lei contra evasão fiscal durante discurso ao Parlamento Precisamente ao mesmo […]

O primeiro-ministro britânico alvo de críticas e manifestações depois do eclosão do escândalo internacional “Panamá Papers”.

Este sábado centenas de pessoas concentraram-se na Downing Street para exigirem a sua demissão.

Precisamente ao mesmo tempo e somente a dois quilómetros de distância, várias centenas de manifestantes reuniram-se na Downing Street para exigir a sua renúncia.

Após as revelações, no último domingo, David Camerontardouou quatro dias a admitir que tintidoído acções offshore nucompanhiaresa com sede nas Bahaminstituídaiada pelo seu pai, faleceurreu em 2010.

Londres, 9 de outubro de 1966) é um político britânico, atual primeiro-ministro do reino juntado e líder do partido conservador.

“Esta é a gota d‘água que faz transbordar a tacita. Espero que seja a palha com que Cameron se queimará”

“É importante que as pessoas se demonstrem nas ruas e mostrem que se importam e quedesejamm algo diferente. Que ele demissione ou não mas deve ser empurrado e tem de haver mudanças e isto ésomentes oinícioo”.

A poucos mais de dois meses do referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, ” o primeiro-ministro perdeu a confiança dos britânicos”, defendeu ontem Jeremy Corbyn sem no entanto ter reclamado a sua demissão. Jeremy Corbyn é o líder da oposição trabalhista.

“Esta semana, a publicação dos papéis do panamá dá mais razão ao que mais e mais pessoas sentem, que é simplesmente isto: Há um regime para os ricos e outro para o resto das pessoas. E por isso, é mais do que tempo para sermos duros com os paraísos fiscais”, explicou Jeremy Corbyn, do Partido Trabalhista.Em comunicado divulgado posteriormente, a salinha do premiê alegou que nem os filhos ou a mulher dele se beneficiaram do dinheiro que era gerenciar no exterior por Ian Cameron, morto em 2010. Primeiramente, a assessoria do líder britânico havia declarado que o tema era “privado”.

Uma semana conturbada se conclui para o primeiro-ministro

Uma semana conturbada se conclui para o primeiro-ministro britânico implicado no escândalo internacional “Panama Papers”. David Cameron admitiu hoje que podia ter dirigido melhor a crise desencadeada pela revelação do nome da sua família como detentora deatoss emcompanhiaa offshore.

Que admitiu que podia terdirigidoo melhor a crise desencadeada.

“ Eu sei que deveria ter lidado melhor com isto, poderia ter gerido de outra forma, eu sei que há lições a serem aprendidas e vou aprender. Não culpe número 10 de Downing Street, ou assessores sem nome. Culpo-me a mim”.

Até agora, não há indícios de que Cameron ou o pai tenham cometido algum crime, mas a oposição acusa-o de utilizar brechas legais para evitar o pagamento de impostos no país.

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United Kingdom

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Manifestantes pedem a demissão de David Cameron
>>>>>“Panama Papers”:David Cameron admite comunicação calamitosa – April 09, 2016
>>>>>>>>>Cameron adimte que teve ações de um fundo de investimento do pai nas Bahamas – April 08, 2016
>>>>>>>>>>>>>Pai do primeiro-ministro britânico é citado em caso de fraudes fiscais – April 04, 2016
>>>>>>>>>>>>>>>>>Dados vazados ligam líderes a suspeitas de fraudes fiscais –
>>>>>>>>>>>>>>>>>Fuga de informação revela estratégias de ricos e poderosos para esconderem fortunas –
>>>>>>>>>>>>>>>>>Panama Papers: vazamento de milhões de documentos revela paraísos fiscais de ricos e poderosos –
>>>>>>>>>>>>>Panamá: Cameron nega ter cometido irregularidades – April 05, 2016
>>>>>>>>>>>>>>>>>Panamá: Personalidades mundiais expostas em fuga de documentos sem precedentes – April 03, 2016
>>>>>>>>>Cameron admite falhas ao lidar com revelações dos ‘Panamá Papers’ –
>>>>>>>>>Cameron admite ter se beneficiado de offshore relevada no ‘Panama Papers’ –

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1eu060NONE5 (tacit) eu: 3, me: 1, mim: 1
2David Cameron130116PERSON4 David_Cameron: 2, (tacit) ele/ela (referent: David_Cameron): 2
3Cameron Ian050PERSON3 Cameron: 1, Ian_Cameron: 1, o (referent: Cameron): 1
4as pessoas00NONE3 (tacit) eles/elas (referent: as pessoas): 2, (tacit) eles/elas (referent: centenas de pessoas): 1
5primeiro-ministro00NONE3 o primeiro-ministro: 2, o primeiro-ministro britânico implicado: 1
6crise040NONE2 a crise desencadeada: 2
7Downing Street00ORGANIZATION2 a Downing_Street: 2
8Jeremy Corbyn00PERSON2 (tacit) ele/ela (referent: Jeremy_Corbyn): 1, Jeremy_Corbyn (apposition: o líder de a oposição trabalhista): 1
9empresa00NONE2 uma empresa: 1, empresa: 1
10indícios00NONE2 indícios: 2