"Cunha defende resolução que o assistência e critica presidente do Conselho de Ética"

Cunha defende resolução que o assistência e critica presidente do Conselho de Ética

Foto: Wikipedia – Eduardo Cunha em 1%C2%BA de junho de 2015Leer también: Brasil: Dilma Rousseff sente-se “injustiçada” pelo impeachmentLeer también: Após greve de sexo, musa dos protestos fica nua para festejar impeachment Em entrevista coletiva na noite desta terça-feira , Eduardo Cunha defendeu arestriçãoo ao processo quedebatee a cassação do seu mandato no Conselho de Ética […]

EduardoCunhaem1C2BAdejunhode2015.jpg

Foto: Wikipedia – Eduardo Cunha em 1%C2%BA de junho de 2015

Em entrevista coletiva na noite desta terça-feira , Eduardo Cunha defendeu arestriçãoo ao processo quedebatee a cassação do seu mandato no Conselho de Ética da Casa. Eduardo Cunha é o presidente da Câmara.

Somente os ministros Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski, atual presidente do Supremo, votaram em favor do governo. Dias Toffoli está fora do país e por isso não participou.Cunha já fechou com sua área técnica, porém, a interpretação de que, como não há suposição de empate no impeachment, ele não precisa conservar a neutralidade para comportar-se em eventual desempate.Único deputado a defender Cunha no microfone do plenário, o deputado Jair Bolsonaro alegouu que Cunha é um “nome quevai entrará para a história com amaneiraa comogovernouu os trabalhos”. Declarou: “Parabéns presidente Eduardo Cunha”. Durante a sua fala, alguns deputados vaiaram ele.

Eduardo Cosentino da Cunha é um economista, radialista e político brasileiro.

O vice-presidente assinou a resolução de a Casa , , para quem o colegiado não pode, no decorrer de seu inquérito, Waldir Maranhão não for debruçado sobre nenhum elemento que se afaste de a suspeita de que Cunha mentiu a os colegas a o negar a existência de contas em o exterior. suas no exterior.

Em fala no plenário da Câmara no domingo, durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff, Maranhão prometeu manter “lealdade” a Cunha.

Em outra, porém, houve empate em 5 a 5, com metade dos ministros defendendo que a ordem de eleição dos Estados teria que seguir a latitude em que estão localizadas suas capitais, alternando Estados mais ao Sul e mais ao Norte do país. Votaram nesse sentido Edson Fachin, Marco Aurélio de Mello, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski.

O presidente da Câmara, mencionando definição da delegação especial do impeachment que recusou adicionar novas suspeitas à dacusaçãoddeclarou “É a mesma dresoluçãoque eu proferi no processo de impeachment”.O impeachment, porém, está em período pré-processual. O próprio relator do caso na Câmara, Jovair Arantes , recomendou que o Senado, caso abra o processo, investigue outras suspeitas, como a corrupção na Petrobras.

Já contra Cunha há um processo aberto desde novembro. O Código de Ética declara que o relator do processo “vai proceder nas diligências e na instrução probatória que compreender necessárias” nesse período do inquérito. O Código de Ética é documento que disciplina o trabalho dos deputados no colegiado.unha diz não ver nenhuma diferença entre as regras do pedido de impeachment e o trabalho do Conselho de Ética.

O PT recorreu da resolução no plenário da Câmara, mas a Mesa declara que não há chance de recurso.

Integrantes do Conselho de Ética criticaram a resolução de Maranhão. Alessandro Molon alegou: “Essa resolução do vice dois dias depois de ele reafirmar fidelidade a Cunha [na sessão do impeachment] na tribuna da Câmara e depois das declarações de aliados falando em anistia mostra que é mais do que urgente a análise do afastamento de Cunha pelo Supremo Tribunal Federal”.

O deputado se refere ao pedido de afastamento de Cunha, da posição e do mandato, feito pela Procuradoria-Geral da República.

José Carlos Araújo declaroue que “fica clara mais uma vez a intervenção do presidente da Câmara no Conselho de Ética”. José Carlos Araújo é o presidente do Conselho.

“Vale recordar que o período do instrução probatório permite que o relator faça oitivas e requeira documentos que fundamentem na elaboração do seu parecer. Não cabe neste período questionar a metodologia adotada pelo relator para condução dos seus trabalhos. O período de recurso no processo só está calculada no Código de Ética após aprovação do parecer”, adicionou.

Cunha declara que Araújo comete erros de maneira proposital com o objetivo de permanecer em evidência. “Ele jamais teve a chance de ter um holofote na vida. Está tendo.”

O presidente da Câmara também declarou não tratar do pedido feito pelo Conselho, ainda sem resposta pela Mesa da Câmara, de pagamento das passagens aéreas para que o lobista Fernando Baiano deponha em seu processo, na semana que vem.

Cunha declarou que vai pagar as passagens das testemunhas de sua defesa e alega que Baiano não tem relação com seu processo na Câmara.

“A testemunha não tem nada a ver com objeto da representação. Desperdiçar dinheiro público para fazer holofote com testemunha impugnada [questionada] é impor uma despesa pública à toa”, aalegou

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Cunha defende resolução que o assistência e critica presidente do Conselho de Ética
>>>>>Governo perde para Cunha no STF: saiba como será votação do impeachment – April 15, 2016
>>>>>>>>>Deputado vai ao STF contra ações de Cunha na condução do impeachment – April 11, 2016
>>>>>>>>>>>>>Teori indica aval a depoimentos de delatores de Cunha ao conselho –
>>>>>>>>>>>>>Renan arquiva pedido de impeachment de ministro do STF – April 06, 2016
>>>>>>>>>>>>>>>>>Para Planalto, decisão de Mello facilita acordo para barrar impeachment –
>>>>>>>>>>>>>>>>>Temer e Dilma cometeram o mesmo crime, diz autor de pedido de impeachment do vice –
>>>>>>>>>>>>>>>>>Relator apresenta parecer sobre impeachment: Entenda o que está em jogo –
>>>>>>>>>>>>>Advogado de confiança de Cunha auxiliou Jovair Arantes em relatório –
>>>>>>>>>Comissão aprova parecer e impeachment chega ao capítulo final na Câmara: Entenda o que acontece agora –
>>>>>>>>>MBL vai ao STF por impeachment de Marco Aurélio e cita ministro –
>>>>>Deputado pede que STF proíba Cunha de votar no impeachment de Dilma –
>>>>>’Que Deus tenha misericórdia dessa nação’, diz Cunha ao anunciar voto –

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

IdEntityPositiveNegativeNamed-EntityTotal occurrencesOccurrences (appearances)
1Eduardo Cunha017PERSON15 Eduardo_Cunha: 1, (tacit) ele/ela (referent: Eduardo_Cunha): 1, Eduardo_Cunha (apposition: o presidente de a Câmara): 1, (tacit) ele/ela (referent: Cunha): 3, Ele (referent: Cunha): 1, ele (referent: Cunha): 1, Cunha: 7
2José Carlos Araújo4050PERSON4 (tacit) ele/ela (referent: José_Carlos_Araújo): 2, José_Carlos_Araújo (apposition: O presidente de o Conselho): 1, Araújo: 1
3Jair Bolsonaro050PERSON4 o deputado Jair_Bolsonaro: 1, ele (referent: o deputado Jair_Bolsonaro): 1, (tacit) ele/ela (referent: o deputado Jair_Bolsonaro): 2
4processo800NONE4 o processo: 2, seu processo: 1, um processo aberto: 1
5decisão00NONE4 decisão: 2, a decisão: 1, A decisão: 1
6o Código_de_Ética00OTHER4 o Código_de_Ética: 1, O Código_de_Ética (apposition: documento): 1, (tacit) ele/ela (referent: O Código_de_Ética): 2
7eu600NONE3 eu: 1, (tacit) eu: 2
8definição de a comissão especial de o impeachment1800NONE2 definição de a comissão especial de o impeachment: 2
9instrução1400NONE2 a instrução probatória: 2
10Câmara00ORGANIZATION2 a Câmara: 2